Nerdizmo

Observações do telescópio espacial James Webb revelam que fusões de galáxias são a chave para o início do universo

Observações do telescópio espacial James Webb revelam que fusões de galáxias são a chave para o início do universo

As fusões de galáxias são especialmente intrigantes dentre as imagens capturadas pelo telescópio espacial James Webb.

Isso porque astrônomos não conseguiram entender por que detectaram luz de átomos de hidrogênio que deveriam ter sido completamente bloqueados pelo gás prístino que se formou após o Big Bang.

Usando novos dados do Webb, eles descobriram pequenos e fracos objetos ao redor das próprias galáxias que mostram a misteriosa emissão de hidrogênio.

Quando esses dados são combinados com simulações de última geração de galáxias no início do Universo, eles mostram que a fusão caótica dessas galáxias vizinhas é a fonte dessa emissão de hidrogênio.

Esse é um grande avanço para as descobertas sobre a origem do universo.

“Um dos problemas mais intrigantes que observações anteriores apresentaram foi a detecção de luz de átomos de hidrogênio no início do Universo, que deveria ter sido completamente bloqueada pelo gás neutro prístino formado após o Big Bang. Muitas hipóteses foram sugeridas anteriormente para explicar a grande liberação dessa emissão ‘inexplicável'”, disse Callum Witten, pesquisador da Universidade de Cambridge.

Veja mais sobre ciência!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
CiênciaMundo Geek
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments