Nerdizmo

Jonna Jinton e o retorno às raízes nórdicas

Variedades interessantes de coisas feitas longe da civilização

Jonna Jinton e o retorno às raízes nórdicas de nossos antepassados

Se existem canais inúteis no Yotube, o de Jonna Jinton não é um deles. A moça compila em seu canal uma diversa variedade de informações sobre como é viver longe da civilização, e como é retornar às raízes nórdicas dos antepassados dela (e de muitos de nós) vivendo nos campos gelados do Norte.

A história dela é bem simples. Resolveu se mudar da cidade grande (na Suécia) para 1.000 Km ao Norte. Chegou a um vilarejo isolado, sem planos, sem dinheiro em uma pequena casa no meio do nada. Acontece que lá ela se encontrou, e é mais feliz do que nunca.

Hoje ela realiza o sonho ao lado de seu companheiro, e cria conteúdo para o seu canal que traz uma grande variedade de curiosidades sobre o local e o estilo de vida que ela leva. O que, de fato, fazia parte de como os seres humanos viviam há milhares de anos.

Abaixo, a gente separa algumas das informações e vídeos mais interessantes que ela coloca no canal.

A cultura compartilhada por Jonna Jinton

Kulning – O canto para chamar as vacas para casa

Kulning é uma chamada de pastoreio antiga que as mulheres suecas praticam há centenas de anos. Mas nas últimas décadas, diz Jinton, isso foi esquecido. A moça, no entanto, quando tinha 12 anos ouviu pela primeira vez durante uma viagem a um museu com a escola. E isso transformou ela para sempre, quando resolveu dominar a técnica.

Antigamente os pastos na Suécia eram tomados por vozes femininas chamando o gado para casa no final de um longo dia. E o som que ouvimos não é apenas musical, é poderoso. Traz para gente uma sensação familiar.

Enquanto alguns encontram uma estranheza no som, outros encontram familiaridade.

Para exemplificar como isso era usado antigamente, Jonna fez alguns vídeos.

O banho no gelo

Esta é uma forma de crioterapia que consistem em ficar de 10 a 15 minutos dentro da água extremamente gelada. A princípio é doloroso, e você fica sem fôlego, mas logo o corpo se acostuma, e você consegue relaxar um pouco.

O corpo luta para manter você vivo, e isso ativa o sangue os fluídos que atravessam o corpo. O que melhora inflamações e recuperações. E também desafiar quem faz isso mentalmente.

Jonna Jinton comenta que é a melhor forma de acordar e começar um dia.

A gente já acha essa afirmação duvidosa. Prefiro um banho bem quente.

Canções de Ninar: A Canção do Lobo

Canções de ninar fazem parte de todas as culturas desde o início da existência da humanidade. Esta é chamada de “Ronja Rövardotter / Ronia, a filha dos ladrões”, escrita pela escritora sueca Astrid Lindgren, autora de livros infantis.

A letra da música diz:

Vargen ylar i nattens skog

(O lobo está uivando na floresta da noite)

Han vill men kan inte sova

(Ele quer, mas não consegue dormir)

Rio húngaro i hans varga buk

(A fome rasga seu estômago úmido)

Och det är kallt i hans stova

(E está frio em sua toca)

Du varg du varg, kom inte hit

(Lobo, lobo, você não vem aqui)

Ungen min får du aldrig

(Eu nunca vou deixar você levar meu filho)

Vargen ylar i nattens skog

(O lobo está uivando na floresta da noite)

Você está com fome ou klagar

(Uivando de fome e gemidos)

Homens jag ska ge’n en grisa svans

(Mas eu vou dar-lhe um rabo de porco)

Sånt passar i varga magar

(Que combina com um estômago de wolfer)

Du varg du varg, kom inte hit

(Lobo, lobo, você não vem aqui)

Ungen min får du aldrig

(Eu nunca vou deixar você levar meu filho) …

(Primeiro verso novamente)

O som do gelo

Um dos vídeos interessantes dela discorre também sobre o som do gelo. Um som mágico e profundo que mal conseguimos ouvir normalmente. Mas quando prestamos bem atenção, ou ampliamos, dá para notar. E realmente é muito intrigante.

Lembra a comunicação das baleias, por exemplo, ou os sons que podem ser ouvidos de dentro do útero. Talvez por isso tenha um efeito calmante nas pessoas.

Equilíbrio de Pedras

O equilíbrio da natureza. As pedras equilibradas dão uma sensação diferente. Intrigante, instigante. Uma certa calmaria. Jonna Jinton se apegou a esse tipo de arte e começou aos poucos, e depois começou a criar esculturas de pedras equilibradas com pequenos pontos de equilíbrio que são difíceis de acreditar!

É muito legal ver essas curiosidades de alguém que vive na simplicidade e se diverte com si mesmo. Hora dançando, hora cantando, curtindo ou fazendo uma refeição com seu parceiro e seu cachorro. Jonna é certamente uma inspiração.

Como algumas pessoas dizem em seus vídeos, ela lembra a Luna, do Harry Potter. Outro comentou: “Me disseram que Princesas da Disney não existiam”. E até a compararam com a personificação da Jörð, a personificação da Terra, deusa da mitologia nórdica. Parceira sexual de Odin e a mãe do deus do trovão, Thor.

Veja mais sobre história!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
HistóriaWeb
Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar Casas na caverna estilo toca de Hobbit 5 lições que aprendemos com o Professor Polvo Star Wars: the Bad Batch ganha pôster