Nerdizmo

Criador da série As Meninas Superpoderosas fala sobre porque a produção não deu certo

Muita gente esperava por isso, mas infelizmente não saiu do papel

Criador da série As Meninas Superpoderosas fala sobre porque a produção não deu certo

O canal CW tentou desenvolver a série As Meninas Superpoderosas, mas acabou sendo cancelada.

O conceito para a programa teria acompanhado as três meninas, com a sinopse dizendo “que costumavam ser as super-heroínas em miniatura da América, mas agora são jovens desiludidas na casa dos vinte anos que ressentem ter perdido a infância lutando contra o crime. Elas concordarão em se reunir agora que o mundo precisa delas mais do que nunca?”

A série contou com Chloe Bennet de Agents of S.H.I.E.L.D. como Florzinha, Dove Cameron de Descendentes como Lindinha, Yana Perrault, veterana da Broadway, como Docinho, e Donald Faison de Scrubs como Professor Utonium.

Um piloto para a série foi realmente filmado, mas não agradou ao estúdio, então a série deveria passar por uma reformulação. Pouco depois disso, o projeto foi cancelado.

O criador de As Meninas Superpoderosas, Craig McCracken, recentemente falou ao Los Angeles Times e explicou como explicou aos criadores da série live-action por que seu conceito não funcionaria. O erro foi transformar os personagens em adultos, porque isso os tornou genéricos.

Ele disse:

“Tive uma reunião com eles e disse a eles, ‘Quando vocês os transformam em adultos, eles não são mais as Meninas Superpoderosas, porque se são adultos, são apenas três supergarotas que não tiveram que lidar com ser crianças. Isso é um programa completamente diferente.'”

Talvez a ideia fosse para frente se fosse pensada como era o desenho animado mesmo, e não uma reformulação nas personagens.

Veja mais sobre séries e TV!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments