Nerdizmo

As Action Figures de Pink Floyd: The Wall

Personagens icônicos da adaptação cinematográfica do álbum The Wall, da banda Pink Floyd, foram transformados em Action Figures.

O filme animado “Pink Floyd: The Wall” foi produzido em 1982 pelo diretor britânico Alan Parker, com roteiro escrito por Roger Waters, no qual ele representa sua história pessoal através do personagem Pink.

Pink contextualiza todo drama vivido por Waters após a morte de seu pai durante a guerra, desde sua perda de estabilidade e insegurança, até o repúdio a toda forma de autoritarismo – como o da escola – que destrói toda espontaneidade em uma máquina massificadora. Também como “o muro” que o jovem constrói em torno de si para se isolar, e sobre o qual ele mesmo é apenas mais um tijolo, dando origem ao nome do álbum duplo de 1979, “The Wall”.

A animação é uma interpretação das histórias que Waters conta ao longo das faixas do álbum, ambos totalmente metafóricos. Por exemplo, a morte do “pai”, não apenas representa a figura paterna em si, mas também a morte do sonho nacionalista durante a Segunda Guerra Mundial, que despertou o vazio existencial e desilusão no mundo.

Os personagens da animação foram criados pelo cartunista político Gerald Scarfe, e as imagens foram integradas em shows durante a turnê do álbum.

Em 2003, a empresa Stenvenson Entertainment Group lançou um conjunto de figuras colecionáveis inspirados nos ícones da animação. Cada peça custa cerca de 100 dólares.

As Action Figures de Pink Floyd: The Wall

 

“O Juíz”

“Águia avião de guerra”

“Martelos marchando”

“Mãe do Pink”

“Flores mutantes”

“Humano Mutante”

“Pink e a Mãe Escorpião”

“O Professor”

“Soldado de Esqueleto”

“Flores do Mal”

“O Promotor”

Confira algumas cenas do filme:

https://youtu.be/fxrYVFFhryg

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments