Nerdizmo

A Unitree revelou seu primeiro robô humanoide universal chamado H1

A Unitree revelou seu primeiro robô humanoide universal chamado H1

A Unitree Robotics, conhecida por sua inovação em robôs quadrúpedes, revelou o desenvolvimento de um robô humanoide, o H1. Esta mudança capitaliza a experiência da empresa em mecânica de pernas e sistemas de acionamento de sua linha de quadrúpedes, potencialmente trazendo uma vantagem na área de robótica humanoide.

O H1 tem uma altura aproximada de 1,8 metros e um peso em torno de 47 kg. Equipado com motores de junta de alto torque de 360 Nm e trens de engrenagens desenvolvidos internamente, o robô inclui também um sensor LiDAR 3D e uma câmera de profundidade em sua cabeça, proporcionando uma percepção panorâmica de 360 graus.

As pernas do robô oferecem 5 graus de liberdade, enquanto os braços têm 4. Notavelmente, as mãos do H1, com dedos flexíveis, ainda estão em fase de desenvolvimento, diferenciando-o do Tesla Optimus Gen 2.

Embora não seja perfeito e não apresente a mesma articulação humanoide do Tesla Optimus Gen 2, o H1 exibe maneirismos de caminhada mais próximos aos humanos e, notavelmente, é capaz de correr. Sua velocidade de caminhada supera 1,5 m/s, com potencial para atingir 5 m/s.

Os vídeos divulgados sugerem que estamos mais próximos de ver humanoides na ficção científica tornarem-se realidade. No entanto, as roupas vestidas pelo H1, incluindo calças, parecem desnecessárias.

A Unitree afirma que o H1 é o robô humanoide de uso geral mais potente do mundo, uma afirmação ambiciosa considerando a escassez de humanoides em desenvolvimento.

Embora ainda não tenha sido estabelecida uma data oficial de lançamento, a Unitree prevê que o H1 estará disponível comercialmente dentro de 3 a 10 anos, com um preço abaixo de US$ 90.000.

Para obter mais informações sobre o novo robô humanoide Unitree H1, acesse aqui.

O robô humanoide da Unitree

Veja mais sobre tecnologia!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments