Nerdizmo

A psicologia das cores por trás das sensações do cinema

Com o esquema de cor de um filme pode manipular os sentidos da audiência

O cinema pode ser visto como uma forma sensorial de contar histórias: através das narrativas os filmes podem manipular os sentidos da audiência, levantando emoções, questionamentos e reflexões, nos deixando em êxtase quando a história acaba.

As cores têm um papel vital em transmitir a visão do diretor. Uma paleta de cores bem escolhida pode construir harmonia ou tensão em uma cena, chamar a atenção para temas-chave, evocar humor e definir o tom do filme. Um cineasta também é um artista visual.

Não é à toa que atrás do protagonista de Mr.Nobody, na cena final quando ele atravessa uma parede em alegoria à caverna de Platão, há um painel azul e branco imitando nuvens – que ressalta sua calma, melancolia e isolamento.

Também quando os tons amarelos que pintam o quarto em que Jack quebra a porta com um machado na cena icônica de O Iluminado, evocam loucura, insegurança e obsessão.

No dia a dia somos afetados pelas cores a todo momento: psicologicamente, emocionalmente e até fisicamente, e tudo isso muitas vezes de maneira inconsciente.

Para entender um pouco mais sobre a psicologia das cores no cinema, o Studio Binder criou um infográfico genial que fará você prestar mais atenção em como suas sensações estão ligadas aos tons enquanto assiste a um filme.

A psicologia das cores no cinema

A psicologia das cores no cinema

Leia também: 28 paletas de cores do cinema e suas sensações | Como a paleta de cores conduz a narrativa de Coringa | Como as cores de Game of Thrones mudaram ao longo de 7 temporadas

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments