Nerdizmo

Os filmes originais da Netflix que valem a pena

Escolher um filme na Netflix pode levar algum tempo, ainda mais se estiver em busca daquele título que realmente valha a pena e seja recomendado por alguém. Com base em nosso gosto pessoal, selecionamos em uma lista os filmes originais da Netflix que você pode assistir tranquilo, porque garantimos que são bons.

Nos últimos anos, a Netflix investiu muito em seu catálogo de produções originais. Seus filmes chegaram a ser selecionados no festival de Cannes e premiados no Oscar.

Mas temos que considerar como alguns pecam em qualidade de enredo, plot twists e no elenco. Algumas produções até parecem cópias baratas de hollywoodianos ou são todos padronizados.

Listamos desde os títulos com enredos bem estruturados, até os de efeitos visuais de qualidade. Começando pelos melhores e terminando nos “até que é bom”.

Acrescentaremos ao longo do tempo novos filmes, de acordo com a novidades que aparecerem no Streaming.

Os filmes originais da Netflix que valem a pena

Beasts of No Nation (2015)

Baseado em um romance do autor nigeriano Uzodinma Iweala, o longa conta a história de Agu (Abraham Attah), uma criança atingida pela guerra e transformada em soldado de guerrilha. Após a morte de seu pai, o menino é obrigado a lutar na guerra civil da África do Sul, instruído por um grande comandante (Idris Elba).

Aniquilação (Annihilation, 2018)

Dirigido pelo mesmo diretor de “Ex-Machina”, Alex Garland, esse é o melhor filme de ficção científica do catálogo original. O longa apresenta Natalie Portman como protagonista, uma bióloga que se junta a uma expedição secreta com outras três mulheres em uma região misteriosa, conhecida como área X. Chegando lá, elas se deparam com um local isolado, onde as leis da natureza não se aplicam.

Mudbound – Lágrimas Sobre o Mississipi (2017)

Mudbound aborda diversos temas importantes e atuais, que chegaram em momento oportuno às telas. O longa conta a história de duas famílias que moram próximo ao Rio Mississipi: os Jackson, uma família de negros, e os MacAllan, uma família de brancos. Um conflito violento de etnias, gêneros e classes sociais marca a convivência entre ambas as famílias.

Jogo Perigoso (Gerald’s Game, 2017)

Baseado em um romance de Stphen King, o longa sádico e perturbador (característicos do mestre do terror) conta a história de um casal que viaja até uma casa do lago para um fim de semana romântico. Naturalmente as coisas não saem como o esperado, e a mulher se vê presa dentro da própria mente e viaja entre passado e presente, vivenciando novos e antigos traumas.

Clinical (2017)

O suspense gira em torno da Dr. Jane Mathis, uma psiquiatra que precisa conciliar seu trabalho e seu próprio passado. Uma paciente em condições críticas aparece em busca de ajuda, e ela dá início a um tratamento, sem imaginar as consequências que estão por vir.

Castelo de Areia (Sand Castle, 2017)

Drama de guerra ambientado durante a ocupação americana no Iraque, apresenta um grupo de soldados que recebe uma última missão antes de voltar para casa: ir ao vilarejo Baquba para reativar o serviço de água dos habitantes, que foi destruído pelo exército americano. A missão mais difícil é fazer o povo iraquiano confiar nos soldados.

1922 (2017)

Outro terror baseado em um livro de Stephen King, que se concentra em torno de uma família composta por pai, mãe e filho, os quais vivem em uma fazenda afastada. As coisas dão errado e o patriarca vive uma série de consequências de suas ações e perturbações mentais que o acometem.

First They Killed My Father (2017)

Um drama cambojo-estanudidense, é baseado no livro autobriográfico de Lound Ung, dirigido e escrito por Angelina Jolie. O filme se passa em 1975, no Camboja, quando o regime comunista do Kahmer Vermelho assume o controle da capital do País, Phnm Penh. A pequena Loung Ung é obrigada a trabalhar num campo de trabalho escravo, onde diariamente convive com o horror, fome e medo.

O Paradoxo Cloverfield (The Cloverfield Paradox, 2018)

O terceiro horror de ficção científica da franquia Cloverfield acompanha um grupo de astronautas internacionais abordo de uma estação espacial, que acidentalmente acabam viajando para uma realidade alternativa e devem buscar um caminho de volta para a Terra.

O Mínimo Para Viver (To The Bone, 2017)

Um filme pertinente ao tratar distúrbios alimentares, gira em torno de uma jovem que lida com a anorexia, mas encontra um grupo de ajuda com um psiquiatra nada convencional, que está disposto a ajudá-la no tratamento. É pesado, mas necessário.

Calibre (2018)

Esse Thriller é aquele que começa e a gente já pensa “vai dar merda”, e dá mesmo. O filme apresenta dois amigos de infância que viajam até uma vila remota nas Terras Altas, no norte da Escócia, para aproveitar a temporada de caça. Algo dá errado, e os dois ficam presos por lá durante mais tempo do que gostariam.

A mulher mais odiada da américa (The Most Hated Woman in America, 2017)

Drama biográfico apresenta a história da ativista Madalyn Murray O’Hair que, em 1960, resolveu lutar contra a religiosidade de seu país, com o objetivo de criar uma sociedade laica. Ela conseguiu que a Suprema Corte dos EUA derrubasse a obrigatoriedade da leitura da Bíblia nas escolas públicas. O filme narra o caminho de ódio e perseguições que Madalyn percorreu até atingir esse objetivo.

Já Não Me Sinto Em Casa Nesse Mundo (I Don’t Feel at Home in This World Anymore, 2017)

O filme mistura comédia e ação ao narrar a história de uma mulher deprimida, que após ser roubada, passa a viver com o propósito de rastrear os ladrões ao lado se eu vizinho detestável. Logo eles percebem que estão lidando com algo muito mais perigoso do que imaginavam.

Shimmer Lake (2017)

Contado de trás para frente, o filme se concentra em torno de três moradores de uma pacata cidade, que assaltam um banco local, propriedade de um poderoso juiz. A trama se desenvolve em cima dos desdobramentos desse evento.

Brain on Fire (2016)

Baseado em um livro Brain on Fire: My Month of Madness, escrito pela jornalista do New York Post, Susannah Cahalan, o drama biográfico conta a história angustiante da jornalista, que experiência sensações e acontecimentos estranhos, devido a uma doença cerebral.

The Discovery (2017)

Essa ficção-científica romântica conta a história de um cientista que comprovou a existência da vida após a morte, descoberta que causa uma onda de suicídios em massa. Em meio a esse cenário, o filho do cientista se apaixona por uma mulher com passado traumático.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar