Nerdizmo

O Esquadrão Suicida | Crítica: Diversão e muita violência em um ritmo frenético

Frenético filme facilmente é um dos melhores lançados pela DC até agora

O Esquadrão Suicida | Crítica: Diversão e muita violência em um ritmo frenético

O Esquadrão Suicida, do diretor James Gunn, é tudo o que o filme anterior de quase o mesmo nome (Esquadrão Suicida, de 2016) não é. Temos aqui ótimos personagens secundários da DC colocados em uma história com um ótimo ritmo, muita diversão e violência.

Conhecido por escrever e dirigir Os Guardiões da Galáxia, da Marvel, James Gunn agora entrega um trabalho primoroso na DC com esse filme que prende do começo ao fim e nos entrega muita ação, tiros, explosões, fatiamentos, e também uma boa parcela de comédia.

O filme é protagonizado por diversos astros do cinema, como Idris Elba, Margot Robbie, John Cena, Viola Davis, John Kiennaman e até mesmo Sylvester Stallone, que faz a voz do Rei Tubarão, Nanaue.

Em apenas duas horas, nos vemos bem próximos dos personagens em um filme extremamente equilibrado, cheio de piadas, momentos dramáticos e muito entretenimento. Além disso, as piadas são sutis e divertidas. Não parecem forçadas, e não são sem graça.

O visual também não fica atrás. Temos muitas cores, uma edição primorosa e fotografia excelentes. Sem falar nos efeitos especiais, que estão magníficos. Tanto nos massacres frequentes que temos durante o filme, como em cenas de ação alucinante que recheiam todo o longa.

É interessante notar como personagens não tão conhecidos dos quadrinhos se tornam estrelas neste filme. E facilmente é um dos melhores longa metragens de super-heróis (está mais para anti-heróis, vai…) que já vimos.

Talvez seja justamente por não ter nenhuma estrelinha no filme, que a liberdade para brincar com os personagens é extremamente alta. Trata-se de uma produção que não se leva tanto a sério. Podemos notar que o filme foi feito apenas com o intuito de divertir e nada mais.

E isso é feito de forma excepcional, cumpre totalmente o seu papel.

Parece até que estamos assistindo uma espécie de vídeo game. Temos uma história bem simples de operação secreta, onde os personagens precisam invadir um laboratório misterioso e explodir tudo. Temos vilões generais militares, cenas de companheirismo, amizade, drama, amor, e até mesmo aliens que transformam pessoas em zumbis.

É um apanhado de loucura que se desenrola de forma fascinante e que, apesar de muitas perdas (no quesito de mortes), a gente fica apegado e curte aqueles personagens.

O Esquadrão Suicida é um dos melhores filmes da DC feitos até agora, sem sombra de dúvidas. No quesito, diversão e entretenimento, ao menos, é o melhor. Basta sentar e curtir duas horas de pura loucura.

Veja mais críticas de filmes!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar