Nerdizmo

Digimon das piores às melhores temporadas do anime

Digimon

Com diversas temporadas, Digimon continua cativando fãs pelo mundo inteiro e digivolvendo ainda mais a saga que se iniciou com Tai e seu Agumon. Porém, se você pensa que todas são tão boas e queridas quanto as aventuras originais, está muito enganado. Nem sempre a Toei Animation e a Bandai Namco acertaram na mão e viemos listar o que há de melhor e pior dos monstros digitais.

Será que a sua favorita está numa boa posição? Independente do ranking, todas acabam tendo um lugar especial no coração do público e mostrando que há coisas boas em cada uma delas. Bom, sem mais delongas, que tal começarmos logo e entrarmos de cabeça neste lugar virtual?

9 – Digimon Universe: Appli Monsters

Você sabia que Digimon Universe: Appli Monsters existia? Pois é, tem muito fã que nunca nem tinha ouvido falar desta história dentro dos animes. Haru Shinkai descobre os Appmon, criaturas que surgem a partir do seu smartphone e acaba se unindo ao Gatchmon para combatê-las. A ideia era formar um universo compartilhado da trama, levando os jogos e mangás junto nisso, porém o tiro saiu pela culatra e nenhum deles fez sucesso. Bom, se estiver com tempo para perder e não se importar muito com a qualidade do enredo, siga em frente que é um ponto curioso da franquia.

8 – Digimon Savers

Apesar de ser uma aventura mais adulta dos Digimon, a temporada Savers foi uma das menos queridas entre o público. Nem mesmo o carisma de Marcus e o retorno de Agumon salvaram esta produção, que sempre figura nas piores posições de todos. Aqui os digiescolhidos trabalham para uma agência especial e tem de defender ambos os mundos da ameaça dos Cavaleiros Reais e Yggdrasil. Mesmo se tornando um arco bem interessante, que retorna até em games como Cyber Sleuth e Hacker’s Memory, caiu no esquecimento com o passar dos anos.

7 – Digimon Hunters

Começando nossa linha de continuações, Hunters é a temporada que dá prosseguimento à história de Xros Wars. Nela os novos protagonistas, Tagiru e Gumdramon, caçam diversos outros Digimon que atravessam uma fenda digital que existe entre a nossa realidade e o Digimundo. A promessa de trazer os outros protagonistas do desenho parecia um sonho se tornando real, porém nos deparamos com uma trama fraca, um herói sem muito charme se comparado com Taiki e uma jornada sem maiores emoções. Isso sem falar que a participação dos demais personagens de temporadas passadas é bem decepcionante, para dizer o mínimo.

6 – Digimon Adventure 02

Sequência direta da história clássica, em Digimon Adventure 02 acompanhamos TK e Kari com um novo trio de digiescolhidos: Davis, Cody e Yolei. Além de contar com a participação do elenco original, as histórias focam nos novos personagens enquanto viajam entre o mundo digital e o real. Mesmo assim, não cativou tanto quanto seu antecessor e há poucos momentos memoráveis e que ficaram na mente dos fãs. Apesar disto, nos apresentou pela primeira vez o conceito de DigiOvos e as digievoluções de DNA para este universo.

5 – Digimon Ghost Game

Esta é a atual temporada que está em exibição no Japão, nela vemos Gammamon e Hiro investigando a aparição de diversos monstros digitais pela cidade de Tóquio. A pequena criatura, além de guardar alguns segredos, também é a chave para o protagonista encontrar seu desaparecido pai. Diferente das demais, tem arcos individuais por episódio e mostra um pequeno desenvolvimento conforme assistimos. Dividindo os fãs, ela não é ruim, mas também não é a melhor saga que temos nas mãos.

4 – Digimon Frontiers

Esta foi a quarta jornada dos digiescolhidos, apresentando uma grande mudança na estrutura do desenho animado. Aqui não temos Digimon como os protagonistas, mas sim humanos que acabam no mundo digital e usam totens para se transformar nas criaturas. Isso mesmo, dividindo em digievoluções guardiãs e bestiais, eles descobrem outros guerreiros lendários e precisam reunir o máximo de forças que conseguirem para retornarem ao lar. Mostrando um lugar devastado e cheio de perigos, a história cativou grande parte do público e segue com diversos fãs até hoje.

3 – Digimon Xros Wars

Shoutmon e Mikey entram no meio de uma grande guerra no Digimundo, onde todas as evoluções ocorrem por meio da forma de DNA. Nosso herói até pode digivolver para uma versão mais poderosa, mas nós sempre somos nossa melhor versão quando contamos com a ajuda dos demais, não é? Muita gente não assistiu isso, mas se é um fã dê uma chance, pois aqui temos grandes personagens e ótimos coadjuvantes que dão todo o gás para a trama. Cheia de alma e atitude, é inegável que esta se tornou uma das melhores de toda a franquia Digimon.

2 – Digimon Tamers

Estilosa, munida da tecnologia e cheia de temas sérios, a temporada Tamers mostrava o encontro entre Takato e Guilmon. Enquanto os dois se conhecem e tentam se compreender, perigos surgem pelo Japão e nossos heróis são obrigados a se apoiar no TCG para invocar armas e equipamentos diferentes. Depois, com o surgimento de Terriermon e Renamon, a turma se fecha para invadir o mundo digital e salvar nosso queridinho Culumon. Foi aqui que tivemos pela primeira vez o perigoso Beelzemon, qual virou basicamente um ícone dos vilões da série.

1 – Digimon Adventure

Não há discussão, quando falamos de Digimon é impossível não pensarmos na história original em primeiro lugar. Levando sete crianças para um mundo distinto, lá vemos os seus laços se estreitarem enquanto confrontam os maiores medos. Nem preciso dizer que os momentos mais marcantes também vieram daqui, como o surgimento de Angemon para enfrentar o perigoso Devimon, o momento quando Greymon se transforma em SkullGreymon ou na primeira vez que tivemos as MegaDigievoluções. Ela foi tão importante que ganhou diversos filmes e uma temporada a mais, chamada de Digimon Adventure tri.

Veja mais em Listas!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

All Comments

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Thiago
Thiago
1 mês atrás

Dizer que Frontier e Xros Wars é melhor que Ghost Game é no mínimo questionável.