Nerdizmo

AMC faz acordo judicial por plataformas de streaming

AMC
  • A AMC concordou em pagar $8,3 milhões de dólares por uso indevido de dados privados;
  • O processo encobre as atividades nas plataformas AMC+, Shudder, Acorn TV, ALLBLK, SundanceNow e/ou HIDIVE;
  • O período é entre os anos de 2021 e 2024

A AMC fechou um acordo judicial pela acusação de violar o “Video Privacy Protection Act” – com o pagamento no total de $8,3 milhões de dólares para as pessoas impactadas. Eles não assumiram o erro, mas o processo foi movido pela razão do uso de rastreamento Meta Pixel em suas plataformas de streaming, que monitora as atividades dos usuários e compartilha com parceiros comerciais sem o consentimento dos assinantes.

Estão elegíveis para receber uma quantia quem assinava os serviços AMC+, Shudder, Acorn TV, ALLBLK, SundanceNow e/ou HIDIVE (anime) em algum site, aplicativo mobile ou serviço de streaming entre os períodos de 18 de janeiro de 2021 a 10 de janeiro de 2024. As solicitações devem ser enviadas até o dia 16 de maio de 2024 dentro do site oficial.

O aviso para as ações da AMC

É notável que o processo movido contra a empresa também é válido como um sinal para as demais – que podem estar coletando dados e informações de smartphones, tablets, smart TVs e computadores para compartilhar a informação com outras corporações. No Brasil temos as principais como Netflix, Max, Disney+, Prime Video e Globoplay – no entanto, há diversas outras disponíveis e que podem estar de olho em seus dados.

Veja mais em Tecnologia!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments