Nerdizmo

A Feiticeira Escarlate será a grande vilã de Doutor Estranho 2?

Feiticeira Escarlate

Com a aproximação de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e diversos trailers, a Feiticeira Escarlate acaba se mostrando ainda mais sombria a cada novo material. Com isso, muitos afirmam que ela será a grande vilã do longa. Mas será que isso vai acontecer mesmo? Wanda Maximoff já iniciou sua jornada no Universo Cinematográfico Marvel como uma inimiga dos Vingadores, causando ilusões e lutando contra eles junto ao temido Ultron. A partir daí a personagem pode até ter mudado de lado, mas iniciou uma jornada muito ambígua. Cheia de nuances, tudo culminou no sequestro de uma cidade inteira para ficar presa junto à ela em uma dimensão criada por sua mente.

Porém, muitos esquecemos da sua própria caminhada pessoal e em como ela já perdeu o suficiente em seu caminho. O irmão foi assassinado por uma das cópias do robô assassino. A heroína foi responsável pela falha no combate contra o Ossos Cruzados, resultando na morte de uma equipe Wakandana e nos Tratados de Sokóvia. Virou fugitiva do Governo por alguns anos. Ela foi obrigada a matar o Visão antes que Thanos pegasse a Joia da Mente, o que se provou completamente inútil já que o vilão tinha em suas mãos a Joia do Tempo. A personagem passou cinco anos “morta” pelo estalar de dedos para voltar no meio de uma guerra, qual ela esteve bem próxima de se vingar e não obteve êxito. Depois disso, perdeu novamente o amor de sua vida e seus dois filhos.

As motivações da Feiticeira Escarlate

Se há algo que essa mulher passou em sua vida foi dor e sofrimento. As pessoas em quem mais confiava e davam suporte, como o Capitão América e Visão, se foram. O Gavião Arqueiro ainda está por aí, mas distante demais da realidade dela para poder ajudá-la. Sem uma palavra amiga ou um ponto de conforto na vida, óbvio que ela poderia optar por trazer para si uma segurança. Não seria nada estranho que, após os eventos de Wandavision, a Feiticeira Escarlate quisesse reaver suas crianças do Multiverso, independente do custo que isso tomasse. Além disso, já vimos em What If… que usuários de magia podem fazer de tudo para conquistar aquilo que desejam, até mesmo de destruir a própria linha do tempo.

Chamá-la de vilã é muito questionável, principalmente na era na qual vivemos. No próprio trailer do filme, ela coloca Stephen Strange contra a parede, afirmando que quando ele comete um erro, continua um herói. Porém, a personagem cometeu os dela e está sendo considerada uma inimiga. Obviamente há um conceito equivocado nisso, o que será discutido dentro do próprio longa onde o debate surgiu. Eu acredito fielmente que haverá um conflito entre ela e as forças do Doutor Estranho, o que pode ocasionar em cenas tensas para quem é fã dos dois. Inclusive temo pela vida de Wong, o novo Mago Supremo do planeta neste momento.

Porém, temos de levar em consideração suas motivações. Ela está em uso do Darkhold, um livro macabro que estudou após os eventos da sua série solo e pode estar exercendo certo controle sobre suas ações. Além disso, a personagem quer trazer Billy e Tommy de volta. São os filhos dela, independente se foram criados por seu poder mágico ou não. Se alguém acredita que algum Vingador vai aparecer e fará ela mudar de ideia tão facilmente, aconselho a repensar nas suas ideias. Nenhum deles a auxiliou após os eventos de Ultimato, então porque ela ouviria o que eles têm a dizer?

Wanda nas HQs

Isso se mistura com as suas próprias histórias nas HQs, quais passeia entre o papel de grande heroína e vilã com uma facilidade ímpar. Como membro dos Vingadores, Wanda já fez até demais e salvou a pele do grupo inúmeras vezes com seus poderes. Já como inimiga, a Feiticeira Escarlate provou que é uma das maiores forças a serem consideradas. Dinastia M está aí para provar que suas habilidades foram longe demais, criando uma realidade alternativa inteira e, ao ver que as coisas deram errado, retirou os poderes de grande parte dos mutantes da Terra. Simples assim.

Onde eu quero chegar com tudo isso? Justamente estou te levando onde o questionamento dela no trailer se faz presente. Não podemos considerá-la uma inimiga quando ela já fez demais para ajudar os heróis a salvar o planeta. A heroína confrontou Ultron, Thanos e encarou missões contra o Ossos Cruzados e a Hydra. Claro, além de ter auxiliado o Capitão América e a Viúva Negra em seus dois anos quando ficaram foragidos. Quem assistiu à Wandavision lembra que seu plano era apenas viver feliz com sua família. Vai me dizer que a vida como uma sitcom não seria algo agradável? Atire a primeira pedra quem não gosta de F.R.I.E.N.D.S., How I Met Your Mother, Brooklyn 99 ou qualquer outra.

Ela sabe que cometeu um erro, disso nunca foi negado. Assim como deve imaginar que trazer as crianças do Multiverso pode ser outro. E quem vai aparecer para impedí-la? O Doutor Estranho? Seria hipocrisia demais, vamos combinar. Ele tentou apagar a memória da humanidade da identidade secreta do Homem-Aranha, cometendo uma gafe e trazendo os vilões de outros universos para cá. Além de não conseguir reverter a situação, também causou destruição e mortes de tabela por não conter o problema. No fim deu conta de tudo e executou sua magia, mas abriu portas ali que podem ter permanecido abertas. Quem é ele para acusá-la de algo?

Perigos do Multiverso

Há uma força maior por trás de Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e todos já temos um vislumbre do que pode ser. Os Illuminati estão basicamente confirmados, assim como a presença de forças ocultas dentro da trama. A Feiticeira Escarlate pode combatê-lo em algum momento, mas não devemos considerar como a principal ameaça encontrada na trama. Principalmente por ela ter um viés heroico consigo, um arco onde tentou fazer a coisa certa apesar de seus erros. A Marvel não jogaria isso fora, principalmente pelo carisma conquistado junto aos seus fãs.

Vamos combinar também, com o Doutor Estranho Sombrio e até mesmo Kang se apropriando desta brecha que foi aberta, ela representar o conflito final seria triste. Deixá-la patinar entre os dois lados para depois seguir a sua vida com as crianças me parece uma escolha de roteiro mais apropriada e digna para a jornada dela. Principalmente se quisermos ver o futuro dos mutantes no Universo Cinematográfico Marvel. Acredito não estar sozinho nessa vontade de ouví-la dizer, calmamente, sua frase mais icônica: “No More Mutants”.

Se tudo o que assisti até aqui serve como base para o argumento, também não é a forma como o estúdio está representando seus personagens. Guerra Civil provou bem isso, eles podem até lutar, mas por ambos os lados acreditarem que estão fazendo o certo pela sociedade ou seus ideais. Essa profundidade atravessa inúmeros filmes e séries para botar tudo a perder em uma produção que tem mais a oferecer do que apenas dois feiticeiros, que supostamente estão do mesmo lado, brigando.

Óbvio que nós só saberemos com certeza quando tivermos uma representação mais clara da Feiticeira Escarlate enfrentando o Doutor Estranho em um novo trailer ou no próprio longa. Porém, até chegarmos lá, sustento fielmente que ela não pode ser considerada uma vilã, com o peso que esta palavra carrega. Posso estar enganado e, se você achar o contrário, sinta-se à vontade para comentar abaixo os seus argumentos. Só acredito que o maior perigo ainda não foi mostrado de fato.

Veja mais sobre Cinema e TV!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments