Nerdizmo

6 Momentos que fizeram o 007: As cenas que definiram cada ator de James Bond

Cenas icônicas que foram importantes para o personagem

6 Momentos que fizeram o 007: As cenas que definiram cada ator de James Bond

O espião mais famoso do cinema já teve vários atores. E aqui vamos discorrer sobre os momentos que fizeram o 007, e especialmente as cenas que definiram cada um dos atores que encarnaram o personagem.

Cada James Bond trouxe algo novo ao papel, deixando sua marca com um momento inesquecível. De Sean Connery a Daniel Craig.

Bond foi interpretado por um total de seis atores ao longo de mais de 60 anos de heroísmo cinematográfico.

Alguns atores trouxeram uma abordagem sombria e intensa, como Timothy Dalton, enquanto outros optaram por uma interpretação mais descontraída e bem-humorada do personagem, como Roger Moore e Pierce Brosnan.

Embora os produtores ainda não tenham anunciado quem será escolhido para substituir Craig como 007, quem assumir o papel terá grandes sapatos para preencher e um legado imponente a cumprir.

Confira abaixo uma lista com os principais momentos.

Os momentos que definiram o 007 e cada um dos atores

Sean Connery – “Bond, James Bond” – Dr. No (1962)

Connery introduziu Bond como um ícone cinematográfico ao dizer a famosa frase “Bond, James Bond” em “Dr. No“, definindo o estilo suave e falante do superespião.

George Lazenby – A Morte de Tracy Bond – On Her Majesty’s Secret Service (1969)

Lazenby, em seu único filme como Bond, entrega uma das cenas mais tristes da história de Bond quando Tracy, esposa recém-casada de Bond, é assassinada após o casamento.

Roger Moore – O Lotus Esprit Submersível – The Spy Who Loved Me (1977)

Moore, conhecido por seu humor peculiar, destaca-se ao transformar um carro em um submarino no memorável momento de “The Spy Who Loved Me”.

Timothy Dalton – Assassinato de Franz Sanchez – Licence To Kill (1989)

Dalton, considerado fiel à visão original de Ian Fleming, proporciona um final brutal ao seu segundo filme como Bond, que é um thriller de vingança violento.

Pierce Brosnan – “For England, James?” – GoldenEye (1995)

Brosnan combina elementos do Bond de Moore com a frieza de Dalton ao entregar a linha fria “Não, por mim” antes de derrotar o vilão Trevelyan.

Daniel Craig – Tortura de Le Chiffre a 007 – Casino Royale (2006)

Craig redefine o tom de Bond ao apresentar uma cena chocante de tortura, destacando a graça sob pressão do personagem, mesmo em momentos extremos.

Veja mais sobre cinema e nossas listas!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments