Nerdizmo

4 Curiosidades sobre I Know This Much Is True

Minissérie da HBO mergulha em dramas e segredos familiares, e traz perspectiva visceral sobre esquizofrenia

4 Curiosidades sobre I Know This Much Is True

I Know This Much Is True é a recente minissérie dramática da HBO que mergulha nos segredos e dramas dos relacionamentos familiares, trazendo uma perspectiva visceral sobre a esquizofrenia.

Na trama, dois irmãos gêmeos, interpretados por Mark Ruffalo, têm uma relação intensa de codependência, enquanto convivem com ferida aberta da identidade misteriosa do pai biológico, a qual a mãe manteve em segredo até a morte.

Ambientada no início dos anos 90, a narrativa transita entre o presente e o passado por meio de flashbacks que dão mais profundidade ao contexto da história, revelando camadas mais complexas das relações familiares que culminaram às circunstâncias atuais.

Dominick e Thomas são gêmeos idênticos, embora a saúde mental divergente de ambos seja um fato que os distancia – lacuna essa que eles estão dispostos a qualquer custo preencher, especialmente Dominick, que se sente em eterna dívida com o irmão e toma para si o papel de protetor de Thomas.

Além disso, os irmãos possuem aparências distintas. Embora sejam marcados pelas feridas dos tempos, Thomas é o que mais externaliza em sua imagem as agonias de uma mente sofrida e perturbada pela sua condição psíquica.

I Know This Much Is True está longe de ser uma história prazerosa de acompanhar. A proposta da série é abordar um tema denso, carregado de infortúnios e conexões entre causa e efeito de escolhas de gerações de uma família – e, por esse motivo, é muito história muito necessária.

O papel duplo de Mark Ruffalo

Mark Ruffalo está impecável em dois papéis tão difusos e intensos que exigiram tanto dele – é evidente o quanto Ruffalo entregou de si para a série. Talvez por isso, este seja o clímax de sua carreira depois de tantos anos como Hulk nos filmes da Marvel.

O ator conta que emagreceu 9 quilos para interpretar Dominick, e convenceu os produtores da série a fazer um intervalo de sete semanas para poder engordar 18 quilos para voltar a gravar as cenas interpretando Thomas.

A diferença de peso entre os dois papéis foi essencial para salientar os rumos diferentes que as vidas dos dois irmãos gêmeos idênticos tomaram, conta Derek Cianfrance, diretor e roteirista da série.

Dominick também é um personagem disfuncional, à sua maneira. Ele carrega seus próprios traumas, afasta todos à sua volta e construiu uma barreira emocional intransponível. Thomas se rendeu e desistiu de tudo. Em contrapartida: “Ele é o verdadeiro coração da história”, diz Ruffalo.

O que impressiona é como Ruffalo mergulhou nos dois papéis, conduzindo personalidades totalmente opostas: Thomas e Dominick têm expressões e vozes diferentes e posturas próprias.

“Eu sempre fui fascinado pela identificação entre irmãos, e foi realmente fascinante trabalhar com Ruffalo, enquanto uma semana era Dominick, e outras mais tarde era Thomas. Foi como trabalhar com duas pessoas diferentes. Mas eles tinham essa semelhança entre eles. Como gêmeos devem ter”, conta Cianfrance.

Isso revela uma natureza experimental e autoral entre Ruffalo e o diretor para o processo de filmagem.

A conexão íntima entre Ruffalo e os gêmeos

4 Curiosidades sobre I Know This Much Is True
Mark Ruffalo com Donnie e Rocco Masihi, que interpretam os gêmeos quando crianças

É fascinante de ver como Ruffalo parece estar à vontade com os personagens que se propõe a dar vida. E esta intimidade está ligada a eventos reais da vida do ator.

Em 2008, seu irmão, Scott Ruffalo faleceu aos 39 anos com uma bala na cabeça em uma brincadeira de roleta russa. E, assim como os irmãos da trama, eles eram muito próximos.

“Eu sabia a profundidade de um relacionamento entre dois irmãos – eu e meu irmão éramos o que as pessoas chamavam de ‘gêmeos italianos’”, disse o ator em entrevista.

Mark e Scott nasceram com a diferença de um ano entre si, e cresceram em uma família de fortes valores familiares.

“Minha família sempre dizia: ‘seu sangue é mais espesso do que a água, não deixe que outra pessoa fique entre nós, seus amigos são temporários, sua família é para sempre”, conta.

Mark também diz que Scott foi um assunto frequente entre ele e o diretor ao longo das gravações da série:

“Sempre falávamos muito sobre meu irmão, porque o relacionamento de Dominick e Thomas não é muito diferente do nosso. Não diretamente, mas de uma maneira abstrata: aquele tipo de carinho, aquele tipo de confusão, aquele tipo de conflito, aquele tipo de ciúme. Todas essas coisas conflituosas sobre ser um ser humano surgem nos relacionamentos familiares”, diz Ruffalo.

I Know This Much… não é baseada em eventos reais, mas é sobre famílias reais

4 Curiosidades sobre I Know This Much Is True

I Know This Much Is True é baseada no bestseller de mesmo nome do escritor americano Wally Lamb. Embora a história retrate de maneira tão profunda a humanidade em sua forma mais vulnerável e volátil, dando a impressão de ser fruto de algo que alguém realmente viveu, ela não está ligada a eventos pessoais da vida do autor.

Mas Lamb usou alguns elementos de sua vida como inspiração. Assim como os gêmeos, o escritor também cresceu em uma família católica italiana. Sua cidade natal, Norwich, em Connecticut, tinha um enorme hospital psiquiátrico estadual – e isso “fascinava e assustava” Lamb, quando era pequeno.

O personagem internado à força em um hospital psiquiátrico tem muito da imaginação do escritor sobre o que acontecia naquele local.  

Enquanto isso, na adaptação para TV, o roteiro totalmente escrito pelo diretor Cianfrance comunica tal complexidade das relações familiares como um todo, mostrando que é nesse lugar onde ganhamos as primeiras marcas da vida, e que nos acompanharão pelo o resto dela.

“É minha missão como cineasta explorar histórias sobre famílias, sobre relacionamentos familiares e sobre essas relações que nós não necessariamente escolhemos, mas nas quais nós nascemos, e a responsabilidade sobre essas relações. O peso e a alegria que elas trazem para nossa vida”, disse.

Então, é provável que qualquer espectador encontre alguma semelhança com a própria história de vida.

O fim da série é diferente do livro

*Alerta de spoiler

Basicamente, todos os eventos do último capítulo da série ocorrem em semelhança aos do livro. Exceto o ato final, em que Dominick e Dessa, sua ex-mulher, aparecem juntos na ala infantil do hospital: momento que sugere uma esperança para o ex-casal, e que os dois devem ser pais, novamente, no futuro.

No livro, Joy, ex-namorada de Dominick, cuja traição ficou evidente quando a gravidez foi desmascarada pelo fato de que ele havia feito vasectomia no passado, contraiu HIV e faleceu. A então suposta filha de Dominick foi adotada por ele e por Dessa. No fim, ele também acabou ganhando na loteria e ficou milionário – rompendo com todo o azar que teve ao longo da vida.

Em I Know This Much Is True, o diretor optou por deixar o final aberto para a nossa imaginação. Quem está acostumado com os filmes de Derek Cianfrance sabe como ele gosta de um final ambíguo, vide Namorados Para Sempre.

Segundo ele, uma conclusão como a do livro serve perfeitamente para o livro, apenas. Para o seriado, esses eventos seriam convenientes demais, e também seria muita coisa para o público digerir em pouco tempo.


Leia mais sobre Especiais de Cinema e TV!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.