Nerdizmo

10 séries canceladas em 2021

Séries

Com o ano de 2021 encerrando, muitos se perguntam o que vão assistir em 2022 e se teremos novidades sobre nossos personagens favoritos. Porém, no universo das séries, nem tudo são flores e muitas não retornarão para um novo arco. Preparamos uma lista de seriados que foram encerrados abruptamente durante este ano, cortados sem dó nem piedade por suas plataformas.

Vale lembrar que o conteúdo pode ser comprado por outro canal ou emissora, dando um novo ar para aqueles personagens e ressuscitando estes sucessos, como ocorreu com Lucifer por exemplo. Porém, até o fim deste texto, considere que todas estas deram o adeus definitivo aos fãs. Sem mais delongas, vamos dar uma olhada na lista para conferir o que acabou de vez.

Netflix é a campeã das séries canceladas

10 – Julie and the Phantoms

Baseada no seriado brasileiro de 2011 da Band, Julie e os Fantasmas, a produção feita pela Netflix arrasou todas as outras séries quando lançou no ano passado. Porém, neste fim de semana a plataforma de streaming decidiu dar o mesmo destino da original, cancelando o material sem mais nem menos, mesmo que ele tenha atingido uma grande legião de fãs.

Pois é, caros leitores, a estrela de Julie não brilhou pela segunda vez e dificilmente veremos um grand finale para a sua história. Infelizmente os episódios deixaram inúmeros ganchos para sequências, como os romances mal-resolvidos e se a banda seria um sucesso estrondoso ou não no futuro. Pois é, se nem a Netflix com toda a grana do mundo quis manter, dificilmente outra irá.

9 – Cowboy Bebop

A adaptação do anime do mesmo nome, Cowboy Bebop surgiu da ideia da Netflix criar séries baseadas em produções japonesas e cativar grande parte do público. Se funciona com as HQs, porque não com os mangás, certo? Porém eles desconsideraram que isso levou um longo caminho e não acertaram a mão no conteúdo, gerando bastante controvérsia entre os fãs.

Resultado? O cancelamento repentino do seriado, três semanas após a sua estreia na plataforma. Com apenas uma temporada, que ainda puxava ganchos para continuação, o streaming conseguiu o ódio extremo do público otaku e ainda o temor do que ocorrerá com One Piece, que é considerada uma das maiores obras do Japão. Infelizmente o cenário não está nada bom.

8 – Peaky Blinders

Seis temporadas de Tommy Shelby não foram o suficiente para manter os fãs engajados e uma das séries favoritas da galera foi cancelada. Peaky Blinders era do canal inglês BBC, sendo transmitido pela Netflix em todo o mundo, porém o seu fim não deixou muitas brechas para nenhum dos dois desejarem sua renovação. De todas, ela é uma das únicas que ainda tem chances de serem compradas por outro canal.

O problema disso? Os atores e a equipe de produção terem o desejo de continuar, se levar em conta as inúmeras propostas que devem ter recebido para criarem novas coisas e o peso de seus salários após 8 anos trabalhando no mesmo material. Ou seja, não crie muitas esperanças por vê-los novamente cometendo os mesmos crimes ou enfrentando a Justiça de forma épica como vimos antes.

7 – Brooklyn Nine-Nine

Apesar de ser transmitida mundialmente pela Netflix, Brooklyn Nine-Nine pertence ao canal NBC, que quis encerrar as aventuras da delegacia de forma honrosa. O seriado já foi cancelado anteriormente, pelas mãos da Fox, em sua quinta temporada e foi acolhida pelas mãos do outro para desenvolverem mais três, trazendo um total de oito arcos que deram muitas risadas aos fãs.

A sitcom era uma das séries mais queridas pelos fãs e vai deixar um buraco enorme, porém ao menos não foi algo tão súbito e impactante quanto as demais. Pelo menos os atores e a produção prepararam o público para o seu encerramento e saiu tudo como foi planejado. Isso não significa que é menos emocionante, longe disso, só confirmo que tiveram tempo de criar um final digno a este universo.

6 – O Legado de Júpiter

Tentando captar o ar de The Boys sobre o universo mais adulto de super-heróis, O Legado de Júpiter não fez jus ao seu material original e não agradou nem o público e nem a crítica. Alguns ainda desejavam dar uma nova chance, sabendo que uma segunda temporada podia salvar o material, porém a Netflix veio sem dó nem piedade cortar a produção de sua grade.

Assim como as séries Julie and the Phantoms e Cowboy Bebop, ela caiu no mesmo buraco de: “se não fez sucesso em sua estreia, não queremos continuar”. Ainda que a campanha de marketing tenha investido milhões nela e tivesse a atenção de um público que está cada vez mais consumindo adaptações do universo heroico, não foi desta vez que conseguiram engajar uma estrondosa chegada.

5 – Good Girls

O cancelamento de Good Girls após quatro temporadas de sucesso foi uma grande surpresa, tanto para os fãs quanto para o elenco. A NBC tinha diferenças criativas com a produção, que era totalmente focada nas protagonistas e equipe feminina, porém uma quinta temporada estava basicamente confirmada. Mesmo com as atrizes concordando em cortes de salário e filmagens de menos episódios para encerrarem a trama como deveriam.

Então o que causou o fim? O ator Manny Montana, que vivia o papel do grande vilão, não aceitou ficar com menos dinheiro e também gerou diversos conflitos de agenda para não filmar o conteúdo. Como grande parte da trama teria de encerrar com o seu rosto ali, foi a desculpa definitiva para a NBC abrir mão do conteúdo e decretar o seu cancelamento.

Outras séries que não ganharam uma nova chance

4 – Lovecraft Country

Vamos combinar, com o fim que Lovecraft Country teve, não precisávamos de um segundo ano para virar uma grande enrolação. Porém, alguns fãs desejavam ver uma sequência para o seriado da HBO, qual não chegará. Descrita como uma daquelas séries de uma temporada só, com começo, meio e fim, ela encerrou suas tramas e manteve uma qualidade por toda a produção.

Inclusive os atores já estão em outros projetos, assim como a equipe de produção e está tudo certo. Vale notar que Jonathan Majors agora viverá o vilão Kang, O Conquistador no Universo Cinematográfico Marvel e estará em inúmeras produções daqui em diante. Além de aparecer em Loki e estar basicamente confirmado para a segunda temporada, ele também faz parte do elenco de Homem-Formiga e Vespa: Quantumania.

3 – Punky Brewster

Sequência oficial da série dos anos 80 chamada de Punky, A Levada da Breca, ela trazia a personagem agora como uma adulta e com suas próprias crianças para cuidar. Apesar de fazer parte dos revivals, que estão em alta nas produções atuais, essa não cativou nem o público e nem a crítica em sua exibição na plataforma de streaming Peacock. Foi apenas uma temporada e está encerrada.

Porém, não foi por falta de esforço da equipe de produção. Trazendo uma parte do elenco de volta, incluindo a própria atriz que viveu Punky no passado, o material não chamou muito a atenção e logo foi encerrado. Infelizmente, mesmo com fãs no meio do caminho, os canais tratam como um negócio e se não gera renda, é um adeus. Vale lembrar que o reboot de Um Maluco no Pedaço também está nas mãos deles.

2 – Genera+ion

Com um retrato sobre a diversidade e os jovens atualmente, Genera+ion não teve a mesma sorte nas mãos da HBO Max como Sex Education possuiu na Netflix e foi cancelada após uma temporada em exibição. A plataforma de streaming não quis renovar os contratos para trazer um segundo ano e, simples assim, encerrou a trama LGBTQ+ de forma súbita e sem alardes.

Após o cancelamento, a co-criadora Zelda Barnz soltou o verbo e afirmou que estava satisfeita em trabalhar com o conteúdo e que mal acreditava que abririam espaço para a produção queer, então tentou fazer o máximo que conseguiam nos 16 episódios e estava feliz com o resultado. Infelizmente a trama deixou pontas soltas, que não terão conclusões que sejam vistas nas telinhas.

1 – Y: The Last Man

Após anos nas mãos de vários produtores, que estavam tentando vender a ideia de filmes ou séries, Y: The Last Man finalmente surgiu pelas mãos da FX. A trama aborda um mundo onde todos os seres do sexo masculino morrem abruptamente, deixando as mulheres no comando do planeta. O grande problema é a presença de apenas um homem vivo na Terra, Yorick e seu macaco, também um macho.

Tentando compreender o que houve com o mundo e o que levou ao extermínio em escala global, ele parte em uma jornada para também entender melhor porque só ele sobrou. Apesar das críticas positivas e de ter agradado, não conseguiu muito o engajamento do público e sua trama foi encerrada ainda na primeira temporada, sem chances de aparecer em uma nova produção por enquanto.

Leia mais em Listas!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar