Nerdizmo

6 personagens femininas de games indie para se inspirar

Guerreiras, princesas e meninas protagonistas de suas histórias

6 personagens femininas de games indie

Aqui você vai conhecer personagens femininas de games indie que trazem mensagens de superação, resistência, resiliência e emanam força feminina.

São protagonistas de suas histórias, donas de seus destinos e responsáveis por libertar a si mesmas e aos outros quando demônios e sombras ameaçam a harmonia.

Personagens femininas de games indie para se inspirar

Dandara

6 personagens femininas de games indie

Dandara é uma guerreira ágil e destemida. Com longos saltos, ela abre caminhos e combate inimigos, levando sempre uma mensagem de liberdade e resistência por onde passa.

O game de plataforma metrodiviana é uma homenagem à figura histórica Dandara dos Palmares, escrava fugitiva que lutou contra o sistema escravista no Brasil e também era esposa do líder quilombola Zumbi dos Palmares.

Não é à toa que a frase “Os feitos de Dandara não serão esquecidos” sempre aparece durante o salvamento do jogo.

Raji (Raji: An Ancient Epic)

Na antiga Índia, demônios aterrorizam o mundo e Raji é a única salvação. Abençoada pelos deuses Durga e Vishnu, a jovem é escolhida para restaurar a harmonia do mundo e combater demônios, com seu arco e bastão. Corajosa e obstinada, ela é o oposto do que o machismo estrutural prega às meninas, especialmente na Índia.

O game indiano de ação e aventura desenvolvido pela Nodding Heads é um mergulho na mitologia indiana.

Gris

6 personagens femininas de games indie

Uma menina desperta em um mundo aos pedaços, que nada mais é do que seu mundo interno. Então, com seu vestido, ela coleta os fragmentos de si e, mesmo com medo, enfrenta as sombras e monstros mais íntimos, levando luz a eles e reconstruindo seu interior.

O game do Nomada Studio traz uma história profunda e emocionante sobre resiliência, que nós contamos mais neste review.

Aurora (Child of Light)

Aurora é uma pequena princesa, embora não aceite isso muito bem. Após despertar em um lugar dominado pelas sombras, ela faz amizade com um vagalume que a leva por caminhos repletos de criaturas para entender o que aconteceu. Benevolente, ela oferece ajuda por onde passa, mas também sabe ser impiedosa com os inimigos. É assim que Aurora vai descobrir do que uma princesa pode ser feita.

O game de plataforma da Ubisoft Montreal é pura poesia, e aqui nós listamos 7 motivos porque você deve conhece-lo.

Madeline (Celeste)

Madeline decide largar tudo e escalar o topo da montanha Celeste. A menina tem crises de ansiedade e constantes dúvidas sobre seu potencial, mas isso não impede que ela enfrente o caminho que escolheu. Embora uma versão de si sempre apareça no reflexo do espelho para desmotiva-la, Madeline persiste e enfrenta esse “eu” que apenas lhe faz mal.

A arte do game canadense de plataforma foi feita pelo estúdio brasileiro MiniBoss.

Stella (Spiritfarer)

Stella veleja coletando almas para ajudar os mortos a atravessarem para a vida após a morte. A personagem relembra várias situações de seu próprio passado enquanto ampara seus companheiros espíritos.

O game de simulação de gerenciamento e sandbox da Thunder Lotus Games traz uma mensagem emocionante sobre o luto.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar Casas na caverna estilo toca de Hobbit 5 lições que aprendemos com o Professor Polvo Star Wars: the Bad Batch ganha pôster