Nerdizmo

Os melhores e piores games de Nintendo 64 de acordo com a crítica

A glória e a ruína do console 64 bits da Nintendo

Os melhores e piores games de Nintendo 64 de acordo com a crítica

A história dos videogames está repleta de momentos importantes, com tendências que foram seguidas por toda a indústria dos jogos e que acabaram gerando várias inovações. Ao término dos anos 90, a tendência eram os games em 3D, e com isso a Nintendo resolveu elevar o nível e sair na frente da concorrência ao lançar um console ícone, o Nintendo 64. Assim, houve uma explosão de novos títulos, mas nem todos agradaram os jogadores ou a crítica especializada, por isso, selecionamos os piores e melhores games deste console lendário.

Confira os melhores e piores games de Nintendo 64

Os Melhores

1. The Legends of Zelda: Ocarina of Time – Esse primeiro lugar não poderia ter outro dono, já que este título para muitos é o melhor jogo já feito na história. The Legend of Zelda: Ocarina of Time foi lançado no icónico ano de 1998, onde acompanhamos Link e sua companheira Navy, que tem como missão barrar os planos do vilão Ganondorf, que está em busca da Triforce. O jogo se destacou por diversos fatores, como os gráficos impressionantes, história cativante, mundo enorme e personagens memoráveis, além disso ele trouxe algumas mecânicas inovadoras, que se tornaram padrão em outros games 3D até os dias de hoje. Já os críticos apontam este como o RPG de ação que mais se aproxima da perfeição, sendo que sua nota no Metacritic é 99.

Esse clássico em questão marcou época e é lembrado com muito carinho por inúmeros jogadores. Algo semelhante ocorre com os jogos de cassino, que no Brasil possuem uma legião de fãs e que agora podem desfrutar desses títulos nas plataformas online. Sendo que o confiavel.com fez uma seleção das operadoras que disponibilizam o melhor bingo online, onde com pouco investimento o usuário pode adquirir várias cartelas e concorrer a premiações enormes. Além disso, há bônus e promoções que qualquer um pode aproveitar para incrementar sua jogatina.

2. Perfect Dark – Nesse First Person Shooter, acompanhamos Joanna Dark, uma espécie de agente secreta do Instituto Carrington que deve destruir uma conspiração alienígena de uma companhia rival. O título é tido como um sucessor espiritual do GoldenEye 007, já que foram produzidos pela mesma desenvolvedora, o estúdio Rare, e possuem diversas similaridades. Considerado como um dos games mais primorosos do Nintendo 64, sua nota no Metacritic é de 97.

3. GoldenEye 007 – Sim, acabamos de citar este game – a Rare sabia produzir títulos muito bons. GoldenEye 007 se baseia no filme de mesmo nome, protagonizado pelo agente secreto James Bond. Em seu enredo, 007 precisa deter um grupo criminoso de utilizar uma arma contra Londres, o que causaria a quebra da economia global. Nele, o jogador pode desfrutar de uma variedade enorme de armas e cenários, assim como missões únicas e inimigos. O jogo foi um sucesso tanto entre o público quanto entre a crítica, e sua nota no Metacritic é 96.

Os Piores

1. Rally Challenge 2000 – Ocupando o posto de pior game de Nintendo 64 está o Rally Challenge 2000. Neles, encarnamos na pele de um piloto de Rally, que pode correr em 9 pistas diferentes com 9 carros licenciados. E como você já deve ter notado, isso é pouca coisa para um jogo de corrida. O título tenta ser um simulador, contudo, a falta de diversidade não ajudou nem um pouco, e se há algo que se salva é o modo coop local de até quatro jogadores. Ainda assim, sua nota no Metacritic é 41.

2. Cruis’n Exotica – Outro game de corrida que não se saiu nada bem na opinião dos críticos. Lançado em 2000, o título é um arcade repleto de mapas diferentes, como Atlantis, Las Vegas, Alaska e acredite se quiser, até a superfície de Marte. Os principais defeitos de Cruis’n Exotica são a falta de veículos licenciados, baixo valor de replay e uma pobreza de detalhes visuais. Dessa forma, sua nota é 43 na opinião dos críticos.

Nintendo

3. Army Men: Sarge’s Heroes 2 – Esse título fecha o pódio do horror, e a sua trama se passa logo após os eventos do seu antecessor, onde encarnamos na pele do Marechal Tannenberg, que acabou sendo preso após a guerra. Com isso, todo o enredo gira em torno de um mundo nada realista de soldados de plástico. Para os críticos, os controles do game não são nada responsivos, e para piorar sua situação, ele tem diversos problemas visuais e de frame rate. Sua nota no Metacritic é de 46.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Games
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar