Nerdizmo

Obi-Wan Kenobi – Episódio 3 | Crítica: Os tempos mudaram

Obi-Wan Kenobi

Partindo de uma premissa espetacular, Obi-Wan Kenobi acaba mostrando no terceiro episódio o quanto o tempo o prejudicou em sua jornada. O antigo mestre Jedi não duela com seu sabre de luz há uma década, tampouco participa de uma missão que tenha uma complexidade maior. Porém, a chegada da pequena Leia mudou um pouco as coisas, principalmente quando há todo o Império indo atrás dele.

Se já não bastasse os Inquisidores atrás do protagonista, agora o próprio Darth Vader está em sua busca. Ou melhor falando, Anakin Skywalker. Uma das coisas mais bacanas de Star Wars é a facilidade de identificar “quem está no controle” e nem mesmo toda a pose de vilão escondem as emoções e ódio que Hayden Christensen carrega. Nós já vimos ele em ação, mas aqui as coisas saem um pouco diferentes.

Enquanto é caçado, “Ben” tenta encontrar aliados para levar a criança até o seu lar. Ainda assim, a situação não acaba sendo agradável para nenhum dos personagens envolvidos. Mesmo sem entregar grandes spoilers, é inegável que o episódio 3 surgiu para mostrar que nenhum plano foi feito com a certeza de dar certo. De nenhum dos lados. Confesso que terminei de assistí-lo com uma sensação amarga, mas ainda tenho fé que teremos surpresas positivas.

As coisas vão esquentar nesse episódio

Não é o mesmo Obi-Wan Kenobi

Desde o anúncio da produção, Obi-Wan Kenobi prometia um grande encontro e confronto entre mestre e aprendiz. Ou seja, nosso herói enfrentando Darth Vader, ambos em toda a sua glória. Porém, o protagonista do seriado não está mais nesta posição e, como fãs, devemos aceitar essa verdade. Os dez anos que viveu escondido não o ajudaram em nada e nem quando mais precisa ele usará todas as habilidades pelas quais foi conhecido no passado.

É bem delicado ver isso em tela, com ele cometendo erros simples e que colocam todo o objetivo em risco em certos momentos. Nem mesmo Leia, no auge de sua infância, é enganada pelo Jedi e acaba o confrontando. Sendo bem sincero, eu devo dizer que Owen McGregor está mais do que de parabéns pela sua atuação, pois dá para ver em seu olhar o cansaço do personagem e o quanto não está mais acostumado com aquele tipo de vida.

A atuação de Owen McGregor é excelente

Completamente abalado por saber que Anakin ainda vive, ele não saber lidar com essa informação os leva a uma espiral de problemas do início ao fim do capítulo. As sutilezas aqui até impressionam, sendo que em determinado momento eles se deparam com um droid que acaba definindo bem aquilo que já percebemos desde o primeiro episódio: se as palavras faltam, as ações tem um peso equivalente. E a forma como agem e reagem parece até que não há um roteiro ali, de tão fluído que as situações rolam.

Ver estes heróis e vilões, vencendo e perdendo em Obi-Wan Kenobi, me trouxe essa estranha sensação de que há uma grande confusão e que estão todos improvisando com o que tem na mão. Não de forma ruim, muito pelo contrário. Não ter a certeza de onde o enredo levará tudo é o que dá a emoção da coisa toda. Em determinado momento, inclusive, me perguntei como tirariam o protagonista de uma situação completamente sem saída. Você mesmo pega e diz “é o fim”, porém sempre há uma carta na manga em Star Wars, não é?

Há sempre uma esperança, por menor que ela seja

O lado sombrio da saga

O mesmo vale para o núcleo do Império, que segue sem conquistar aquilo que tanto busca: a cabeça do herói servida em uma bandeja. Ainda que não haja nenhum desenvolvimento profundo, o capítulo três nos mostra mais deles e suas relações fora da caçada. Mesmo que o Grande Inquisidor esteja morto, não há um sentimento de amizade e união entre os vilões e eles fazem questão de demonstrar suas desavenças.

Há um momento único que me fez questionar toda a profundidade que aquilo podia significar. Um dos Inquisidores grita para Reva que ela teria o que merecia sob o tom de ameaça. Ao sair de cena, ela afirma de forma baixa “eu espero, sinceramente, que sim”. A implacável personagem tem algo escondido, isso é uma certeza. Porém, a ponto de desejar ser aniquilada? Estou ansioso para ver onde isso levará, já que me levantou um grande alerta de flashback que será mostrado nessa segunda metade da temporada.

O que será que Reva esconde?

E eu sei pelo que estão aqui: o grande Darth Vader. Com mais presença de tela nesta semana, ele resolve entrar em ação e liderar as buscas ao seu antigo mestre. Apesar de todos esperarem um grande combate entre ele e Obi-Wan Kenobi, diria para você reduzir um pouco suas expectativas. Se vale o conselho, nem tudo o que desejamos é legal de receber quando chega até nós. Pense bem nisso antes de dar play na plataforma.

Chegando no meio do seriado, ainda é incerto para onde isso tudo levará. Nós sabemos onde o herói e Darth Vader vão parar a partir dali. A pequena Leia, apesar de ser um dos grandes charmes, também tem o seu futuro definido. Os Inquisidores, coitados, nem nos filmes aparecem para ter sua importância imposta. Se tudo isso já foi estabelecido, qual a história que realmente estão querendo nos contar aqui? Enfim, só nos resta assistir aos próximos para descobrir.

Obi-Wan Kenobi será exibido todas as quartas-feiras através da Disney+. Veja mais em Críticas de Séries!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments