Nerdizmo

Gavião Arqueiro – Episódios 1 e 2 | Um novo ar para a Marvel

Gavião Arqueiro

A Disney+ liberou não apenas um, mas dois episódios da sua nova série do Universo Cinematográfico Marvel, Gavião Arqueiro e dá para afirmar que há algo de inédito em sua abordagem. Tudo o que conhecemos até aqui, como os vilões megalomaníacos, explosões aos montes, alienígenas, entidades cósmicas e perigos de escala global são levados para o lado bizarro, aparecem como se fossem eventos intocados pelas pessoas no geral. Clint Barton, o herói mais pés-no-chão dos Vingadores, tem em sua frente perigos mais palpáveis e não esconde os grandes problemas de carregar o manto.

Estes capítulos mostram que estamos comemorando o Natal, com o Vingador aproveitando o tempo com a sua família e fazendo planos sobre a sua vida comum. Não tem mais Thanos, Ultron ou qualquer outro inimigo para se preocupar, porém o seu passado volta de forma inimaginável. Na TV ele vê uma pessoa usando o uniforme de Ronin, alcunha que tomou para cometer inúmeros assassinatos no submundo do crime pelo mundo todo. Esperto do jeito que é, com certeza Clint nota que aquilo vai chegar nele de algum modo e pior, em seus filhos também. Portanto, indo atrás do responsável, eis que encontra uma jovem Kate Bishop.

Quem conhece as HQs sabe que a garota vira uma heroína e assume o cargo de Gaviã Arqueira quando o próprio decide mudar o rumo de sua carreira. Porém, o primeiro episódio te dá um background dela, mostrando todo o seu passado e em como ela se inspirou pelo trabalho do Gavião Arqueiro original. Desde a invasão dos Chitauri em 2012, Kate se encantou com o arco e flecha e treina desde então, conquistando diversos troféus e medalhas conforme vai crescendo. Já adulta, ela já domina diversos estilos de luta diferentes e armas brancas.

A Marvel não esconde que Hailee Steinfeld é a grande estrela da série

Hailee Steinfeld traz em sua atuação uma personagem extremamente divertida e que vai conquistar o coração de todos os fãs da Marvel. Quem for detalhista, notará o quanto ela é expressiva e isso rouba toda e qualquer atenção do que esteja acontecendo pelas cenas. Não desmerecendo o trabalho dos demais atores, mas isso dá uma impressão completamente distinta de que ela agiu mais naturalmente do que aqueles que estão apenas interpretando. Não duvido nada que a atriz se divertiu tanto quanto demonstra.

Já Jeremy Renner consegue retornar a um personagem menos sério, em paralelo à sua versão em Vingadores: Ultimato. Ele é só um cara comum que encara vilões com o seu arco e flecha em meio aos deuses do estúdio. Os dois primeiros episódios o mostra até atrapalhado em ser reconhecido nas ruas e incomodado com certas regalias que são inerentes à sua posição. Tony Stark não se deixaria abalar em ganhar uma cortesia nos jantares, por exemplo. Clint Barton, que juntou um dinheiro suado para se divertir com a família, já pensa diferente. Esse sentimento é bem colocado nas cenas e casa perfeitamente ao cenário dos acontecimentos.

Ambos juntos, acredite, é pura química. Não dá para esconder, nem por um instante, que eles ocupam o papel de mestre e aprendiz. Kate força a sua presença ao Gavião Arqueiro, que apenas queria resolver a situação para voltar a tempo de passar o Natal com seus filhos. Vendo que isso não será tão fácil, assumirá que precisa ensinar algumas coisas para a jovem antes de partir. Sendo bem sincero com vocês, dá para ver claramente onde o enredo levará ambos desde o início do primeiro episódio e isso não é ruim, apesar de deixar as coisas previsíveis.

Clint Barton e Kate Bishop são os verdadeiros mestre e aprendiz do UCM

E não leve para o lado errado, você ainda vai se surpreender ao ver o quanto o mundo comum parece ridículo aos olhos de um Vingador. Um musical sobre Steve Rogers? Para nós, seria algo comum de ver e me pergunto como a Marvel não quis entrar ainda no território da Broadway. Para Clint Barton, isso é tão irreal que soa uma paródia do mais puro mal-gosto. Vale destacar também o quão caricatos são os bandidos da Gangue do Agasalho, que cativam sendo meros capangas clássicos e sem o mínimo de inteligência.

Além disso, dá para ver só neste início o quanto Gavião Arqueiro lidará com tudo isso de forma real. Apesar do roteiro levar ao esperado, o que acontece no meio é tão hilário que parece crível. Não vou dar spoilers aqui sobre algumas coisas que rolam de fato, mas há uma cena de combate no episódio 2 qual o nosso herói não está nada confortável em batalhar e leva consigo uma seriedade absurda numa situação completamente divertida. Não me aguentei de rir do quanto sério ele estava em algo tão simples e cheio de humor. Só isso já valeria a recomendação.

O que realmente me deixou com a pulga atrás da orelha é o fato de que a Marvel não esconde que passará o manto dele para Kate Bishop. O primeiro episódio é quase que completamente da personagem, com Clint aparecendo apenas em alguns momentos. Isso não é ruim no geral, mas eu tenho algumas ressalvas. Jeremy Renner está neste universo desde 2011, em sua breve aparição no filme do Thor. Ele nunca teve muito destaque e isso é até dito em alto e bom tom dentro da série. Nada de um longa-metragem próprio ou qualquer aparição relevante fora das reuniões entre os Vingadores. Aí quando finalmente tem o seu próprio seriado, a estrela é uma heroína nova?

Dos dois episódios, o Gavião só faz algo de fato em um e nem é no primeiro

Nem Viúva Negra, que trazia uma Natasha Romanoff já morta na linha do tempo oficial, fez isso. Não me entendam errado, caros leitores: eu amei a Kate Bishop de Hailee Steinfeld e acredito que ela brilhará muito no UCM. Porém na série do Gavião Arqueiro eu esperava ver mais daquele que carregou o nome até aqui. O segundo episódio até mostra mais dele, mas assistir ao primeiro de sua série solo e perceber que não se tratava do próprio me fez ver qual é a proposta sincera de tudo isso. Acredito que compreenderão quando assistirem.

Acredito que os próximos trarão uma tão esperada profundidade ao herói e o peso de suas ações aparecerem na tela. Várias pistas fora deixadas pelo caminho, incluindo uma Yelena Belova acreditando que ele é o responsável pela morte de sua irmã. Porém, nestes dois episódios, apesar de serem excelentes e extremamente divertidos, me fizeram perceber que logo o personagem será deixado para escanteio de uma vez por todas. E isso não é legal de se fazer quando oferece uma oportunidade justamente dele ganhar o estrelato.

Considerando que teremos apenas seis episódios da série, resta saber o que acontecerá nas próximas semanas e se essa impressão será amenizada. O fim do segundo me dá uma ponta de esperança de que mostrará ele realmente em ação como seria merecido, mas não vou me entregar à hype quando se trata da Marvel. Só resta uma esperança, qual não apostaria todas as minhas fichas nela. De qualquer forma, veremos na quarta-feira da semana que vem onde isso levará.

Gavião Arqueiro é exibido todas as quartas-feiras através da Disney+, a partir das 5h. Veja mais críticas de filmes e séries!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar