Nerdizmo

Black Skylands | Review: Pirataria no céu em mundo aberto e com elementos de gerenciamento

Muitos detalhes e uma junção de diversos gêneros que caiu muito bem

Black Skylands | Review: Pirataria no céu em mundo aberto e com elementos de gerenciamento

Desde Skies of Arcadia (Dreamcast) não sentia tanto interesse em um game de pirataria aérea como senti ao colocar as mãos em Black Skylands.

O jogo de mundo aberto com gráficos pixelados em 2D e de cima, produzido pela Hungry Couch Games e publicado pela tinyBuild tem um apelo que parece bem simples, mas logo vemos que há bastante complexidade e é viciante.

A narrativa se desenvolve de uma forma bastante satisfatória e interessante. E enquanto no início te explica as principais mecânicas, logo você se vê imerso naquele mundo fantástico com navios voadores, piratas e mercenários que subjugam ilhas as quais você deve libertar.

Para piorar ainda mais as coisas, todo o mundo é invadido por criaturas bizarras, chamadas ali de “enxame”.

Black Skylands | Review: Pirataria no céu em mundo aberto e com elementos de gerenciamento

A jogabilidade é um tanto variada: fica entre exploração a pé por meio de ilhas voadoras, em que você usa um gancho para se mover entre os pedaços de terra e rochas, usa diversos tipos de armas e também um ataque corpo a corpo; a parte em que você controla seu navio pelos ares e trava batalhas com outras naves ou monstros; e o gerenciamento – você pode construir edificações e coletar recursos para melhorar armas, sei veículo, sua base ou gerar mais itens.

No papel de Eva, uma menina que precisa ajudar a reconstruir a Father Ship (a base em que sua família vive), você deve entrar em embates com os monstros do exame e também reconquistar ilhas dominadas por mercenários.

Cada ilha fornece recursos para melhorias: madeira, pedra, ferro, minerais, caixas de modificações para armas. E você também pode comprar munições, gasolina e kits de reparos para manter o seu navio voador em ordem e pronto para as batalhas.

Depois que você entra na história, fica bem livre para explorar o mundo aberto cheio de ilhas fragmentadas, e que oferecem cada vez mais melhorias e histórias interessantes para acompanhar durante a aventura.

Black Skylands | Review: Pirataria no céu em mundo aberto e com elementos de gerenciamento

Não se engane achando também que é um game fácil. Há bastante desafio e que exige bastante habilidade. Seja na hora de entrar em combate com diferentes tipos de inimigos, desviar de tiros mortais ou em guerras pelos céus.

Também na hora de rolar, desviar e usar o gancho na hora certa para chegar a locais dos mais diversos para explorar e conseguir mais recursos, munição, vida, etc.

Vale lembrar que dá para jogar no teclado e mouse, assim como no joystick. No meu caso, preferi usar um controle do Xbox Series S para experimentar o game. E devo dizer que a experiência ficou extremamente confortável. O jogo está completamente adaptado para jogar com o controle.

Black Skylands ainda está em fase de Acesso Antecipado no Steam, mas tem muito conteúdo disponível. Dá para ter uma ideia do que o game terá a oferecer, e com certeza não é pouca coisa.

Black Skylands | Review: Pirataria no céu em mundo aberto e com elementos de gerenciamento

Nesse tempo que tivemos a oportunidade de jogar e experimentar, deu para notar que é um título que fica no coração. Os detalhes são muito bem trabalhados e tudo é muito bonito. A jogabilidade de ação e tiro combinou extremamente bem com a temática de mundo aberto e gerenciamento. Mal podemos esperar para desfrutar cada vez mais deste mundo que tem muito a oferecer ainda.

Veja as primeiras duas horas de gameplay de Black Skylands

Confira mais reviews de games!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Star Wars: Galactic Cruiser, o hotel-passeio da Disney 5 Jogos em Pixel Art para Acompanhar Confira a crítica do filme Inititation Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar