Nerdizmo

Banksy financiou um barco de resgate para socorrer refugiados

Navio entrou em ação resgatando 219 imigrantes

Banksy-financiou-um-barco-de-resgate-para-socorrer-refugiados-CAPA-GEEKNESS-

O artista de identidade anônima ataca novamente. Dessa vez, Banksy financiou um barco de resgate para socorrer refugiados do Mediterrâneo.

A nova obra de arte dele se encontra estampada em um navio que atracou no norte da África, onde refugiados que navegavam clandestinamente até a Europa em busca de segurança, aguardavam resgate.

Banksy usou os lucros da venda de uma obra de arte para comprar um antigo barco da Marinha Francesa, o qual ele batizou de “Louise Michel” em homenagem a uma anarco-feminista francesa.

Com um extintor de incêndio ele borrifou tinta rosa na parte externa do navio e pintou uma nova versão de sua arte icônica, a “Garota com Balão”. A menina agora veste um colete salva-vidas e o coração vermelho foi trocado por uma boia salva-vidas rosa.

O projeto do navio foi concebido em setembro de 2019, realizado em parceria com a ativista do direitos humanos Pia Klemp, que liderou várias missões em barcos de ONGs para resgatar refugiados.

Klemp e uma equipe de resgate profissional comandam o navio de 31 metros, que tem capacidade de pelo menos 27 nós, e por isso é mais rápido do que a maioria dos navios, permitindo que ele alcance os necessitados com mais rapidez e “com sorte, ultrapasse a chamada guarda costeira da Líbia”, diz Klemp.

“Pode parecer incrível que haja necessidade de um veículo de emergência caseiro em uma das vias navegáveis mais movimentadas da Europa, mas há. A crise dos imigrantes significa que os estados europeus estão instruindo sua Guarda Costeira a não responder as chamadas de “não-europeus”, deixando pessoas desesperadas à deriva desamparadamente no mar. Para piorar a situação, as autoridades impedem que outros barcos prestem assistência, prendendo tripulações e confiscando barcos que o fazem”, diz a missão do projeto.

O Louise Michel começou a operar na semana passada, e resgatou 219 imigrantes da costa da Líbia. O barco havia partido em segredo do porto espanhol de Burriana e resgatou 89 pessoas no Mediterrâneo Central, incluindo 14 mulheres e quatro filhos.

Após socorrer o primeiro grupo de refugiados, eles encontraram outro navio que viajava do Norte da África para a Europa com 130 pessoas a bordo. Rapidamente, o Louise Michel ficou superlotado e falhou em várias tentativas de contato com as autoridades de resgate marítimo em Malta, na ilha italiana de Lampedusa e na Alemanha.  

De acordo com a tripulação, finalmente a Guarda Costeira Italiana prestou socorro. Além dos migrantes que estavam a bordo do navio, outras 33 pessoas aguardavam resgate no bote, porque não havia mais condições de subir a bordo.

Saiba mais sobre o Louise Michel no site oficial.

Banksy financiou um barco de resgate para socorrer refugiados


Leia mais sobre Banksy!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Tags:
Categorias:
Arte
Melhores Filmes de Suspense tensos e com reviravoltas Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar Casas na caverna estilo toca de Hobbit 5 lições que aprendemos com o Professor Polvo Star Wars: the Bad Batch ganha pôster