Nerdizmo

25 anos depois: Civilization 2 e sua importância

Como o game lançado em 1996 foi importante para meu desenvolvimento pessoal

25 anos depois: Civilization 2 e sua importância

Civilization 2 é um dos jogos mais importantes da história. Para a indústria, e pessoalmente para este que vos escreve.

Lançado originalmente em 1996, o game fez 25 anos em 29 de fevereiro. E como não estamos em um ano que conta este dia, pode ser considerado o aniversário em 1 de março.

Este jogo pode ser considerado o pai dos jogos 4X, e com certeza inspirou dezenas ou até centenas de outros jogos de estratégia – tanto em tempo real quanto em turnos.

O legado de Civilization continua até hoje com Civilization VI, seu mais recente lançamento, mas foram nos primórdios que tudo se moldou. Que a jogabilidade viciante de “só mais um turno” chegou, que todo o conhecimento, técnica e conteúdo complexo e profundo foi inserido em um game.

25 anos depois: Civilization 2 e sua importância

Surpreendentemente, este jogo não foi trabalhado diretamente pelo próprio Sid Meier, mas Civilization II foi um marco ao receber novas ideias dos desenvolvedores líderes Brian Reynolds, Douglas Caspian-Kaufman e Jeff Briggs.

O mapa isométrico, as mecânicas de rios, unidades que resultaram em muitas melhorias do jogo principal tornaram este game importante, e muitos elementos dele são usados até hoje.

Além disso, vemos nele a primeira vez líderes animados, uma sala do trono que muda, ou consultores ao vivo para te indicar o que é melhor para sua civilização. E até mesmo a capacidade de ver as cidades crescerem pouco a pouco.

Era interessante acompanhar a sala do trono, que começa como uma caverna e termina como um aposento extremamente luxuoso – que reflete a glória da civilização.

Quando lançado, foi um sucesso comercial e de crítica especializada, e logo serviu de inspiração para Sid Meyer’s Alpha Centauri – outro excelente jogo de estratégia que consistia em colonizar planetas.

Tive acesso ao título cedo em minha vida. Com apenas 11 anos de idade. Imediatamente, se tornou meu game favorito na época. E segue como a série favorita de todos os tempos.

O que me pegou em Civilization foi o conteúdo. Ele serviu para mim não só como um game extremamente divertido e que fazia pensar e calcular estratégias, mas também como uma enorme ferramenta de aprendizado.

25 anos depois: Civilization 2 e sua importância

Coberto de eventos históricos e informações sobre a sociedade humana, basicamente é uma enciclopédia interativa. Se você parar e prestar atenção em cada descoberta científica, em cada monumento, em cada maravilha, ramos políticos, militares, econômicos ou estratégicos, há muito o que aprender ali. Especialmente quando você é uma criança de 11 anos.

O resultado das minhas dezenas de horas jogando Civilization 2 não demorou para chegar. Veio em forma de excelentes notas nas provas de História e Geografia. Veio também em ótimos questionamentos e conversas com professores.

Isso me moldou como pessoa. E me fez aprender muito sobre a história do nosso mundo e da nossa civilização.

Por isso, sou extremamente grato. Por ter tido essa oportunidade, e por este jogo existir, em meio a tantos lançamentos mais direcionados para a casualidade. Às vezes, a gente precisa de um game com algo mais, para fazer nossas engrenagens funcionarem.

Veja mais sobre games!

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Categorias:
Games
Novos Jogos de Construção de Cidades para Acompanhar Casas na caverna estilo toca de Hobbit 5 lições que aprendemos com o Professor Polvo Star Wars: the Bad Batch ganha pôster